04
JULHO
2015

12:59
Compartilhar
Grevismos
Em: 29/06/2015 às 08:06h por Onofre Ribeiro
Na última sexta-feira, passando pela Avenida Fernando Correa, li uma faixa pregada na esquina desta com a Rua 1 onde se lê: "Greve na UFMT pela universidade gratuita e ensino de qualidade". Há dois meses a Universidade Federal de Mato Grosso está em greve. A sociedade não se comove pela causa e nem liga mais porque todos os anos greves como essa surgem por razões diferentes e resultam sempre na mesma tese do "ensino de qualidade". Greve após greve e o ensino continua com a cara do ano passado.O serviço público federal está contaminado por sucessivas greves. No serviço público estadual está em plena efervescência a construção de uma séries de greves em todos os setores da administração, em represália à gestão Pedro Taques.Queria aqui estabelecer um paralelo apenas pra reflexão. No mercado, o desemprego é crescente e empresas estão reduzindo quadros de pessoal, estão reduzindo atividades e encolhendo. Outras fechando simplesmente. Outras entrando em recuperação judicial pra tentar sobreviver num deserto econômico como há muito não se via no país.A inflação... Leia mais
Compartilhar
O que quer o leitor?
Em: 28/06/2015 às 08:05h por Onofre Ribeiro
Nesta semana que passou escrevi três artigos propositalmente provocantes pra sentir a reação dos leitores: "O papa e Dalai Lama", "Prisão não educa", e "Sexualidade, eis a questão". A resposta dos leitores através de e-mails, comentários no Facebook e nos próprios artigos foi completamente diversa. Alguns contra, outros a favor, a maioria indiferente.Essa indiferença tem me preocupado muito. Antes desses, um na semana anterior sobre "Suicídio e morte", gerou boa polêmica e pude perceber que a sociedade é bem tolerante à morte pelo suicídio, ao contrário de antes quando ele era sumariamente condenado. Percebi pessoas tolerantes e generosas com as que morrem pelo suicídio. Mas no geral, percebo uma imensa indiferença sobre quase todos os assuntos. Em economia e política, então, é um desastre.Os artigos sobre economia e política quase sempre são negativos porque refletem a decadência do sistema político brasileiro e os de economia retratam um país descendo a ladeira até não se sabe quando. As pessoas preferem ficar alheias e não se chatearem mais. Ao redor delas mesmas, tudo está... Leia mais
Compartilhar
Sexualidade, eis a questo
Em: 26/06/2015 às 08:22h por Onofre Ribeiro
Shakespeare já se angustiava no final do século 16 e começo do século 17 na Tragédia de Hamlet: "ser ou não ser, eis a questão". O tema da sexualidade nos dias atuais cabe direitinho na angústia antiga de Shakespeare. Neste momento as discussões estão crescendo a respeito do tema, na medida em que a exposição pessoal avança através da internet e da própria mídia comercial. As telenovelas vem há bastante tempo tangenciando o tema e deixando indagações e curiosidade a respeito.Rural até os anos 1970 e severamente policiada pelas religiões, a sociedade brasileira teve muita dificuldades para enfrentar temas polêmicos no mesmo nível de intensidade que hoje se discute a sexualidade. O divórcio foi aprovado no Brasil em julho de 1977 depois de décadas de discussões lideradas pelo senador carioca Nelson Carneiro. As religiões se posicionaram bravamente contra sob a alegação de que o divórcio "destruiria a celula-mater da sociedade, que é a família". Não destruiu. Mudou profundamente as monolíticas relações conjugais.A importância que... Leia mais
Compartilhar
Priso no educa
Em: 25/06/2015 às 08:16h por Onofre Ribeiro
Realmente não consigo compreender a paranóia do Estado brasileiro em vangloriar-se da estatística dos encarcerados nas prisões. É a mesma paranóia do governo federal em comemorar o número de pessoas que entraram no bolsa-família em vez de comemorar as saídas. Também não compreendo que essas estatísticas nacionais e estaduais dos encarcerados divulgadas ontem, não digam nada aos gestores públicos do país e de Mato Grosso.Dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias mostram que em Mato Grosso existiam 7.248 detentos em 2006. Em maio de 2014 eram 10.357, 43% mais. Mato Grosso ocupa o 10º. lugar entre os estados em número de detentos. Obviamente os dados não cruzam com matrículas e nem com evasão escolar. O resultado seria muito didático. Porém, continuo não compreendendo. Na gestão Blairo Maggi, recordo-me do chefe da Casa Civil, Coronel Novacki, orgulhando-se das polícias terem duplicado o número de presos no estado. É eficiência, mas é uma triste eficiência, porque o ideal era prender menos pessoas.A falta de projetos do governo de Mato Grosso... Leia mais
Compartilhar
O Papa e Dalai-Lama
Em: 24/06/2015 às 08:34h por Onofre Ribeiro
Desde o fim da segunda guerra mundial, em 1945, a reconstrução do mundo ocidental se deu através de grandes líderes políticos identificados com a população numa espécie de relação paternal. Foi Konrad Adenauer, na Alemanha, Winston Churchill, na Inglaterra, Charles De Gaulle, na França, Harry Truman, nos Estados Unidos, Getúlio Vargas, no Brasil, Juan Peron, na Argentina. São alguns exemplos.Porém, nas décadas seguintes, cada vez mais os grandes líderes se regionalizaram até chegar ao momento atual em que o Papa Francisco e o Dalai-Lama se tornaram as duas lideranças políticas e espirituais de todo o mundo. Curiosamente, a história de suas respectivas fés surgiu há mais de 2 mil anos e neste momento se encontram num momento de confusão mundial. 600 anos antes do nascimento de Cristo, nascia na India, Sidharta Gautama, o Buda, fundador do Budismo, uma fé que abrangeu todo o Oriente. Seis séculos depois Jesus Cristo nascia na Arábia. Sua fé, conhecida como Cristianismo através do Império Romano atravessou os desertos e o mar Mediterrâneo e chegou à Europa, de onde se difundiu... Leia mais

Mais artigos


Receber Newsletter
 
 

Onofre Ribeiro
onofreribeiro@terra.com.br | facebook.com/onofreribeiro
msn: astro285@hotmail.com